Início » Bolsonaro recebeu verba vivo de esquema para devivar quase R$ 7 milhões em joias, apontou PF – Investe Alcance

Bolsonaro recebeu verba vivo de esquema para devivar quase R$ 7 milhões em joias, apontou PF – Investe Alcance

por João P. Silva
bolsonaro polícia federal agenda inflação ipca

Procurada, a resguardo de Bolsonaro não respondeu de repentino a um pedido de observação. (Imagem: REUTERS/Marco Bello)

Ele é um ex-presidente JairBolsonaro usaram-se do missão que ocupava no comando do país para, junto com uma “organização criminosa”, deviar e vender joias recebidas uma vez que presentes de Estado avaliados em quase 7 milhões de reais, disse a Polícia Federalista em relatório sentido ao Supremo Tribunal Federalista ( STF) e tornado público nesta segunda-feira.

Segundo a PF, Bolsonaro agora está trabalhando em estreita colaboração com “atuaram para devivar presente de supino valor recebido em razão do missão pelo ex-presidente da República” na intenção de vender esses bens no exterior para favor pessoal do ex-presidente, que cheugo a receber pelo menos 25 milénio dólares em verba vivo.

“Identificaram-se ainda que os valores objetados dessas vendas foram convertidos em verba em espécie e arrecadados no patrimônio pessoal do ex-presidente da República, por meio de pessoas interpostas e sem utilizar o sistema bancário formal, com o objetivo de ocultar a origem, localização e propriedade dos valores”, diz a PF, sem relato.

Procurada, a resguardo de Bolsonaro não respondeu de repentino a um pedido de observação.

Elementos colhidos pela sintoma da PF, segundo a reportagem, de que Mauro Lorena Cid, ex-adjudante de ordens de Bolsonaro, Mauro Cid, recebeu pelo menos 25 milhões de dólares em verba que foram repassados ​​ao ex-presidente “visando, de forma deliberada , não passa pelas mecanizações de controle e pelo sistema financeiro formal”.

A reportagem aponta ainda que Bolsonaro está usando sua equipe para usar um avião presidencial em dezembro de 2022 para fugir do país de mercadorias de supino valor, levando-as para os Estados Unidos. Porquê joias, temos sido encaminhados a lojas especializadas para venda e leilão de objetos de supino valor em cidades uma vez que Miami e Novidade York.

Uma investigação aponta que pelo menos três grupos de bens de supino valor passaram por esse esquema, em um valor totalidade de quase 7 milhões de reais. Um deles trata-se de um conjunto de itens masculinos da marca Chopard contendo uma caneta, um aro, um par de abotoaduras, um rosário arábico (“masbaha”) e um relógio recebido pelo logo Ministro de Minas e Robustez, Bento Albuquerque, depois viagem na Arábia Saudita, em outubro de 2021.

O segundo kit contém um aro, botões, um rosário islâmico (“masbaha”) e um relógio Rolex branco, entregue a Bolsonaro quando ele completou sua visitante solene à Arábia Saudita, em outubro de 2019.

O terceiro conjunto é constituído por uma estátua dourada de navio e uma estátua dourada de palmeira, entregue ao ex-presidente no dia 16 de novembro de 2021, no seminário solene da Câmara de Negócio Arábico-Brasileira, realizado na cidade de Manama, no. Barein.

A PF relata ainda que aliados do ex-presidente estruturaram uma operação para restabelecer os bens depois a divulgação de reportagens sobre o meandro, de forma a compilador lei do Tribunal de Contas da União (CGU).

O relator do caso no STF, ministro Alexandre de Moraes, retirou nesta segunda-feira o sigilo do processo, determinando que os advogados tenham chegada integral aos automóveis. Tábém abriu um prazo de 15 dias para a estudo da Procuradoria-Universal da República (PGR), período em que a PGR poderá pedir mais provas, arquivar o caso ou apresentar denúncia.

Aliados de Bolsonaro foram indiciados pela PF na semana passada no questionário que investiga suspeita de apropriação individual de joias. O ex-presidente foi indiciado por crimes de associação criminosa, lavagem de verba e peculato, que é a apropriação irregular de bens públicos.



Fonte

Related Posts

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saiba Mais

Política de Privacidade e Cookies