Início » Com cortes nos juros, economista responde se renda fixa ainda vale a pena em 2024 – Money Times

Com cortes nos juros, economista responde se renda fixa ainda vale a pena em 2024 – Money Times

por João P. Silva
renda fixa - selic - vale a pena corte juros copom 11,25% banco central retorno rentabilidade

Monsanto, da RJ+ Investimentos, dá dicas de uma vez que otimizar a alocação em renda fixa no cenário de queda nos juros. (Imagem: 89Stocker)

O Brasil começou o ano pretérito com uma salgada taxa básica de juros 13,75% deles, alinhados com a maioria dos países, adotaram políticas monetárias mais rígidas para que sentissem um impacto menor na inflação depois a recuperação económica depois a pandemia de Covid-19.

No Brasil, os investidores guerraram a coviver com uma taxa Selic de exclusivamente 2% ao na tempo mais aguda da pandemia, entre agosto e março de 2021, quando teve início um novo ciclo aumento de juros pelo Banco Médio.

A subida da Selic induziu o mercado a aumentar a alocação em correção de aluguel, já que possuía uma relação risco/retorno muito interessante. Dos prefixados aos pós-fixadoscada indexador tinha sua vantagem.

“Muitos investidores optaram por prometer uma lucratividade ‘certa’ supra de 1% ao mês, alocando predominantemente em prefixados. Uma vez que as expectativas para a inflação eram menos otimistas do que presente, os títulos IPCA+, com o componente prefixado supra da inflação bastente generosa, somado uma vez que o porto seguro para prometer bons ganhos reais. E uma vez que também ainda não havia muita nitidez sobre até onde a Selic chegaria, os títulos atrelados ao CDI também manteve seu lugar guardado nas carteiras”, explica o economista Bruno Monsanto, da RJ+ Investimentos.

Em agosto do ano pretérito, no entanto, o BC iniciou seu ciclo de retardamento com o primeiro galanteio na taxa Selic mantenha após-la nos 13,75% por um ano. Uma vez que as reuniões fazem Comitê de Política Monetária (Copom) que se seguiram também manteve o ritmo dos cortes em 0,5 ponto percentual.

Na última reunião do Copom, em dezembro, os integrantes optaram por mais um cute de 0,50 libra na taxa Selic, passando de 12,25% para 11,75%. Na ata divulgada mais tarde, os fingimentos eram de mais um galanteio de 0,50 para a próxima reunião, que será no final de janeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Renda fixa manterá juros com Selic em queda?

Com mais cortes no horizonte, os investidores se perguntam se a correção de aluguel ainda se mostra interessante. Monsato diz que sim.

  • As ações que devem tolerar com o El Niño (e La Niña): Comentador comenta os efeitos dos fenômenos climáticos para alguns setores e empresas do mercado brasílico, e o que fazer com os artigos agora. Confira o Giro do Mercado:

Apesar da avaliação dos emitentes privados, estes ainda apresentam taxas melhores do que as do Letras do Tesouroo economista revenda que é necessário valorizar as projeções para a inflação e os juros para entender o contexto macroeconômico dessas taxas.

Considerando que você é o último Boletim Foco indicado para um terminal de táxi de inflação em 2024 em 3,86% e de 3,50% para 2025, é verosímil considerar uma conta para uma inflação de 4%.

“Se eu acredito que o Focus não vai errar mal-parecido, posso alocar em um prefixado de 10%, esperando um lucro real de 6% ao ano. Vale a salvaguarda de que, quanto maior o prazo do título prefixado, maior o seu risco, tanto de crédito quanto de mercado, ou seja, o dispêndio de oportunidade. Além do risco de possuir qualquer evento de estresse no mercado que cause pressão inflacionária”, explica Monsanto.

Quando se olha para a Selic prevesta no rapporto o Focus projeta taxa terminal em 2024 de 9% e 8,50% em 2025 Monsanto aponta possibilidades de ganhos ainda em prefixados, mas com ciência dos riscos.

Agora, quanto aos títulos indexados à inflação, a alocação pode ser reduzida gradualmente e até mesmo gerar ganhos na saída com a marcação a mercado, segundo ele. É necessário, ainda, dejar uma parcela dos investimentos em CDI.

Mas a “dica de ouro” do economista é alocar nos títulos que são “CDI + %”, já que, com queda nos juros, você pode até perder na centagem do CDI, mas ainda tera uma outra fatia para lucrar em cima, decorrente dos juros oferecidos a mais.



Fonte

Related Posts

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saiba Mais

Política de Privacidade e Cookies