Início » Indicação de Galípolo para a presidência do Banco Mediano pode permanecer para outubro; entenda – Investe Alcance

Indicação de Galípolo para a presidência do Banco Mediano pode permanecer para outubro; entenda – Investe Alcance

por João P. Silva
Gabriel Galipolo, Selic banco central

O atual diretor de Política Monetária, Gabiel Galípolo, é o predilecto para assumir a presidência do Banco Mediano. (Imagem: Reprodução/LinkedIn Gabriel Galípolo)

Uma indicação de Gabriel Galípolo para a presidência do Banco Mediano pode permanecer para outubro, segunda informação da CNN.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria sido aconselhado a esperar antes de anunciar a mudança de incumbência do atual Diretor de Política Monetária, depois os recentes ataques a Sentar-se que BC. A visão é que uma pregão de muñeca na presidência pode degastar ainda mais a relação com agentes do mercado financeiro.

No final de semana, o colunista d’O Orbe, Lauro Jardim, indicou que a indicação de Galípolo — predilecto para o incumbência — estava marcada para agosto. Os dados para o ano teria sido, inclusive, sugerido a Fernando Haddad coração do atual presidente do BC, Roberto Campos Neto.

Campos Neto teria dito que, se o pregão fosse feito com maior prejuízo, o poder na poder monetária ficaria dividido muito antes do término do procuração. Por outro lado, se permanecer só para o final do ano, habilitaria uma boa transição.

O procuração do atual presidente termina no dia 31 de dezembro deste ano e seu sucessor só assume a fardo depois de legalizado pelo Senado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Banco Mediano: Campos Neto quer transição ‘mais suave provável’

Mais cedo neste ano, Campos Neto já havia dito que forçar para que a transição da presidência do Banco Mediano seja “o mais suave provável”.

“Eu acho que essa coisa de mudar de um governo para o outro e o governo que entra fala mal do outro e a gente tem uma transição que não é civilizada é muito ruim para a secção institucional do Brasil”, disse ele na 10ª edição do Bradesco Fórum de Investimentos BBI Brasil.

Ele avaliou ainda que seria teoria de que a sabatina do próximo presidente da autonomia fosse feita antes do filme do ano.

“Seria bom fazer (a sabatina) neste ano porque, senão, você passa para o outro ano. Aí, tem um problema, porque o meu procuração termina dia 31 (de dezembro). Se um diretor para ser presidente interino, ele vai ter que passar por sabatina também, mas aí não tem sabatina, porque o Congresso está fechado”, disse.

*Com Giovana Leal



Fonte

Related Posts

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saiba Mais

Política de Privacidade e Cookies